Modelagem geotécnica em 3D – como pode ser utilizada em barragens de rejeito

O recente rompimento da barragem de Feijão, em Brumadinho – MG, reacendeu as discussões sobre a necessidade de estudos técnicos mais aprofundados dos riscos e danos associados à estabilidade das barragens de rejeitos.

Tradicionalmente, tais estudos são realizados em seções 2D, transversais ao eixo central da barragem. Estas análises de estabilidade são feitas através da modelagem numérica bi-dimensional de cada seção, de forma individual e independente, como se elas não necessariamente pertencessem a uma mesma estrutura. O ideal é que os estudos de estabilidade sejam feitos em um modelo único e integrado em 3D para obtenção de diversos fatores de segurança em múltiplos planos críticos de ruptura.

O SVSLOPE®, software desenvolvido pela SoilVision Systems e representado no Brasil pela Water Services and Technologies, é a ferramenta mais avançada para este tipo de análise, utilizando uma solução diferenciada e inovadora através do Método MPA (Multiple Plane Analysis). Os benefícios de adotar tal método em barragens de rejeito estão demonstrados no vídeo abaixo.

A Water Services and Technologies fica à disposição para compartilhar suas tecnologias e conhecimentos com o objetivo de contribuir com o aumento da segurança das barragens no país.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp