Estudo de avaliação hidrogeólogica e hidrodinâmica, para entender relação hidrodinâmica entre águas superficiais e subterrâneas da área de estudo e quantificar volumes sustentáveis de extração de águas subterrâneas

Cliente: AEGEA Saneamento / Penha - SC

Desafio

A cidade de Penha, SC tem 34.000 habitantes, porém por ter uma vocação turística, a demanda de água praticamente dobra nos meses de verão.
Na falta de fontes tradicionais de recursos hídricos na região, a concessionária de água tinha de adquirir ou aduzir água de outras cidades aumentando assim a complexidade operacional, causando problemas recorrentes de abastecimento em épocas críticas.

Soluções

Na cidade existem algumas operações de
extração de areia que produzem como resultado algumas lagoas onde os lençóis freáticos afloram a um nível bem próximo da superfície.
Foram feitos levantamento de dados no campo, com perfuração de piezômetros, ensaios para obtenção de dados hidrogeológicos, análises hidrogeoquímicas e a construção de um modelo matemático com FEFLOW para determinar a relação hidrodinâmica entre águas superficiais e subterrâneas e o potencial de abastecimento utilizando estas lagoas, bem como avaliação de possíveis impactos ambientais, interferência com poços existentes e potencial intrusão de cunha salina.